A importância de reverter crises nas redes sociais

A popularidade das redes sociais são canais de relacionamento extremamente eficientes para as empresas e seus clientes. Porém, tão importante quanto estar no Twitter, no Facebook ou em qualquer outra rede é saber o que fazer diante de uma crise com seus fãs e seguidores. Dependendo do caso é preciso pensar muito bem no que fazer para reverter uma crises nas redes sociais e não perder seus clientes.img_corpo

Gerenciamento de redes sociais

Mais que postar fotos e textos, gerenciar uma rede é ter planejamento e estratégia. Saber lidar com engraçadinhos, pessoas questionadoras, polêmicas, mas também saber responder a todos com rapidez e eficiência, sempre com respeito, cordialidade e, se possível, também com bom humor. Por isso muitas empresas contratam equipes ou agências digitais para cuidar de suas contas.

Reverter crises nas redes sociais

Isso  fundamental. É preciso saber lidar com qualquer crise ou provocação de clientes chateados, insatisfeitos e etc. Empresas que não souberam lidar com uma crise em suas redes sociais arranharam sua imagem e perderam clientes. Ignorar uma crise pode ter um efeito bola de neve e depois fica complicado mudar o jogo. Vejam esses exemplos:

A frase polêmica da Halls

Em sua fanpage no Facebook, a Halls postou “Pegaria muito a namorada do meu amigo”. Algumas pessoas curtiram, mas os protestos foram bem maiores e o resultado foi horrível para a marca, mas seria pior se a equipe não agisse logo e tirasse a mensagem do ar. Porém, esse é um exemplo de ação mal planejada.

As fraldas da Pom Pom

O concurso cultural “Mostre ao mundo o seu bebê”, promovido pela marca em uma rede social, pedia fotos dos bebes das pessoas em troca de prêmios. Porém, dentre as várias fotos foram enviadas duas que eram de animais que usavam fraldas por serem deficientes e acabaram ficando em primeiro lugar por comoverem as pessoas. A marca simplesmente anulou essas fotos e gerou revolta entre seus fãs. Chegou a ser criada uma página contra a Pom Pom e a hashtag #naocomprempompom.

Como não havia nada no regulamento contra a participação de animais no concurso e diante da ira de tantos fãs, a marca dou mil fraldas a cada um dos animais, mas ainda assim manchou sua imagem.

Com mais cuidado e planejamento essas ações talvez não tivessem sido criadas e causado tanto estrago. Portanto, se sua empresa está ou pretende estar nas redes sociais prepare-se bem. Planeje suas ações, tenha as informações ao alcance e aprenda a lidar com as crises e revertê-las para o crescimento do seu negócio.

Gostou do artigo? Então não perca tempo e inscreva-se e seja o primeiro a receber nossos artigos.

Inscreva-se e fique informado sobre o que temos a dizer: